Vigilância alerta população sobre escorpiões

Castro - A Vigilância Sanitária da Secretaria Municipal de Saúde de Castro está alertando a população para a importância dos cuidados com escorpiões devido a chegada do tempo úmido e quente que propicia a proliferação do aracnídeo.

De acordo inspetora de saneamento da Vigilância Sanitária de Castro, Nadislei Swiech, algumas medidas de controle estão sendo implementadas em parceria com órgãos ligados à limpeza urbana, saneamento, obras públicas e educação através de ações continuadas junto à população. “Precisamos da colaboração de todos para evitar a proliferação e os acidentes”, explica.
No ambiente domiciliar, o escorpião se abriga sob madeiras velhas, lenha, tijolos, restos de construção, entulhos e principalmente em frestas em calçadas, muros e paredes. O lixo domiciliar mal acondicionado, restos de alimentos e sujeira nos domicílios atraem insetos como baratas e outros que são alimentos dos escorpiões.
Manter terrenos, quintais, jardins e fossas limpas são algumas das providências necessárias para tornar o ambiente desfavorável à ocorrência, permanência e proliferação destes animais. Também devem ser mentidos limpos os terrenos baldios, evitando queimadas, pois desalojam os escorpiões.
A melhor forma de evitar acidentes é impedir que o escorpião entre em casa. Nas áreas internas, as paredes que apresentam vãos ou frestas devem ser rebocadas, e as soleiras de portas devem ser vedadas com rolos de areia ou borracha. Também devem ser colocadas telas em aberturas de ralos, pias e tanques, e ainda na ventilação de porões. Pontos de energia e telefone devem ser devidamente vedados.

Picada
Se você for picado por escorpião, uma dor forte surgirá no local onde o veneno do aracnídeo foi inoculado. O escorpião pica áreas descobertas do corpo como mãos, pés, braços e pernas.
No adulto, o veneno do escorpião causa forte dor no local da picada, que pode irradiar para todo o membro. Já em crianças pequenas, além da dor, podem ocorrer náuseas, taquicardia, sudorese, arritmia cardíaca e edema pulmonar.

O que fazer
Nunca use garrote, corte ao redor da lesão ou coloque folhas, pó de café, etc. A primeira coisa a fazer é lavar o local da picada e fazer compressa com água morna. Em seguida, procurar o hospital mais próximo, onde é feita uma avaliação a dor. Caso ela continue intensa, pode ser utilizada anestesia ou receitado analgésico. Se o quadro se agravar, deve ser dado o soro antiescorpiônico.

 

........................................
Fonte:
Prefeitura Municipal de Castro
Superintendência de Comunicação Social


 

 

AS - Editora e Assessoria

InfobNews - Informação Sem Fronteiras

é uma publicação de

AS - Editora e Assessoria

 C.N.P.J.: 20.262.340/0001-06

 

Temos 32 visitantes e Nenhum membro online

5554183
Hoje
Ontem
Na Semana
No Mês
Total
32
1084
3074
7004
5554183