PG ganha patrulha Maria da Penha

Ponta Grossa - A partir da quinta (19), o combate à violência contra a mulher ganha uma nova ferramenta em Ponta Grossa. A Patrulha Maria da Penha contará com 2 equipes que irão acompanhar os casos de medidas protetivas no município. O Secretário da pasta de Cidadania e Segurança Pública, Ary Lovato, participou do lançamento oficial dos trabalhos e classificou a ação como “um avanço sem precedentes” no amparo à dignidade da mulher e na prevenção da violência na cidade.

Durante o evento, foram entregues as listas de mulheres aptas ao acompanhamento da Patrulha, assim como o catálogo da rede de enfrentamento à violência contra a mulher, que servirá como referência na articulação dos casos. O repasse desses materiais foi feito pela juíza Alessandra Pimentel do Amaral ao pelo Prefeito Marcelo Rangel e formaliza o início dos trabalhos da divisão.
Segundo a assistente social e coordenadora da Patrulha, Liliane Chociai, a Patrulha contará com efetivo de 4 agentes, distribuídos em 2 equipes. Ela conta que o próximo passo será o contato com as famílias e a confirmação do acompanhamento das medidas protetivas. “Com a entrega da documentação, os patrulheiros entrarão em contato com as mulheres vítimas de violência. São elas que decidirão se querem ou não o acompanhamento da Guarda Municipal. Porém, vale frisar que, mesmo que haja a negativa sobre a ação, esses dados permanecerão nos nossos arquivos e serão cruzados com os registros de ocorrências de violência contra a mulher no município. Caso haja reincidência, iremos refazer todo o processo junto à vítima”, explica.
O prefeito Marcelo Rangel aproveitou a cerimônia para salientar o compromisso da SMCSP em estruturar a Patrulha no município. “É mais um passo que a Secretaria está dando contra a violência, principalmente contra a violência doméstica e familiar. Com uma estrutura preparada e organizada, nós vamos, sem dúvida nenhuma, inibir e dar bons exemplos no combate ao crime doméstico”, conclui.

Combate à violência
Diante de um cenário onde se estima que 29% das mulheres brasileiras acima de 16 anos tenha sofrido algum tipo de agressão em 2016, segundo o DataFolha, a atuação da Patrulha Maria da Penha cria mais um dispositivo de combate à violência contra a mulher no município. A expectativa, de acordo com a SMCSP, é de que sejam repassados cerca de 300 casos para análise das equipes nos próximos dias. “É importante reforçar de que todas as outras forças de segurança permanecem atendendo as situações de violência doméstica. O trabalho da Patrulha Maria da Penha será de acompanhamento das medidas protetivas e será mais um dispositivo para garantir às mulheres do município mais proteção. Considerando que a grande maioria dos casos de agressão ocorre dentro de casa, a existência de um órgão que possa acompanhar as medidas protetivas e dar todo apoio e encaminhamento é importantíssimo”, declara.
A juíza Alessandra Pimentel do Amaral, do juizado de Violência contra a Mulher, afirma que “a criação é uma conquista muito grande na proteção da mulher”. “Nós temos, hoje, cerca de 5 mil processos de violência contra a mulher em trâmite. Desses casos, 500 são medidas protetivas em vigor. Com a Patrulha Maria da Penha poderemos acompanhar mais de perto a situação dessas mulheres, visitando elas em casa e fiscalizando se as medidas estão sendo ou não cumpridas”, comenta.
Além da implantação da Patrulha, a SMCSP articula outras medidas, como a parceria com o Governo do Estado para a utilização de botões de pânico. “Ainda em fase de estudos, a medida deve contribuir para acelerar o tempo de resposta das equipes. Isso porque os botões de pânico devem ser integrados a dispositivos de uso cotidiano das equipes e, ao ser acionado, gera um alerta com a localização da vítima”, aponta Lovato. “Assim como fizemos com nossas equipes da Romu, Getam e Monitoramento, nosso objetivo é transformar a Patrulha Maria da Penha em referência de cuidado à população. Essas equipes foram altamente preparadas e estão em totais condições de desempenhar um ótimo serviço”, finaliza.

 

....................................
Fonte:
Prefeitura de Ponta Grossa
Assessoria de Imprensa
Texto: Josué Teixeira


 

 

AS - Editora e Assessoria

InfobNews - Informação Sem Fronteiras

é uma publicação de

AS - Editora e Assessoria

 C.N.P.J.: 20.262.340/0001-06

 

Temos 49 visitantes e Nenhum membro online

5554200
Hoje
Ontem
Na Semana
No Mês
Total
49
1084
3091
7021
5554200